Guia de Temas Mensais

VOLTAR À PÁGINA PRINCIPAL

O Guia de Temas Mensal visa promover um maior aprofundamento nos momentos de reflexão em grupo, pois estes são importantes para a formação e o crescimento integral individual e do grupo no despertar e fortalecimento da fé e da doutrina da Igreja. O Guia de Temas Mensais é um apoio no trabalho de Evangelização através da Capela Peregrina de Nossa Senhora de Guadalupe.

Acompanhe mensalmente o Tema do mês nesta página.


Agora você poderá também efetuar o Download dos temas e salvar os arquivos em Word.

Faça download aqui.

2 de out de 2017

Tema Mensal - Outubro 2017

Tema Mensal - Outubro 2017
(Ano A)

“Ela deu à luz um filho homem, que veio para governar todas as nações...”
(Apo 12.5)


“Fazei o que Ele vos disser” ( Jo 2.5)

O Concílio Vaticano II, apresentando Maria no mistério de Cristo, encontra, desse modo, o caminho para aprofundar também o conhecimento do mistério da Igreja.
Maria, de fato, como Mãe de Cristo, está unida de modo especial com a Igreja, “que o Senhor constituiu como seu corpo”.

O texto conciliar põe bem próximas uma da outra, significativamente, esta verdade sobre a Igreja como corpo de Cristo (segundo o ensino das cartas de São Paulo) e a verdade de que o Filho de Deus “por obra do Espírito Santo nasceu da Virgem Maria”.
A realidade da Encarnação encontra como que um prolongamento no mistério da Igreja - corpo de Cristo. E não se pode pensar na mesma realidade da Encarnação sem fazer referência a Maria - Mãe do Verbo Encarnado.
                                                           Maria Toda de Deus e tão humana - Afonso Murad

O Concílio Ecumênico Vaticano II, pela primeira vez na história da Igreja, dedicou a Maria um capítulo inteiro da Constituição da Igreja Lumen Gentium. Dedicou o capítulo VIII dessa Constituição, colocado como coroamento da caminhada do povo peregrino que se direciona, na fé, na esperança e no amor, à Casa do Pai, que vive em seu mistério.
                   Maria - Na liturgia e na piedade popular - Pe. Valdivino Guimarães, C.Ss.R.

Em virtude da graça da divina maternidade e da missão pela qual Ela está unida com seu Filho Redentor, e em virtude de suas singulares graças e funções, a Bem-aventurada Virgem está também intimamente relacionada com a Igreja.       
                                                           Compêndio do Vaticano II - Lumen Gentium - (63)

Os três notáveis pescadores de peixes começaram seu pesado e tenso trabalho pescando uma santa. [...] Como os peixes não apareciam nas suas redes, desceram o curso do rio até chegarem ao Porto de Itaguaçu. Os três já estavam quase desistindo da pescaria [...]

Até que um dos pescadores, João Alves, jogou a rede novamente e, em vez de peixes, apanhou o corpo de uma imagem.

À primeira vista, a imagem lhe era desconhecida. Em seguida, constatou, com os seus outros dois companheiros, ser aquele objeto o corpo de uma santa sem cabeça. Pelo manto com que a imagem estava envolvida e por sua postura celestial, de mãos postas para o Céu, os três pescadores concluíram que se tratava realmente de uma santa, a Santa Virgem Maria, que é hoje a Mãe Aparecida, padroeira do Brasil.
                                                         Aparecida 300 anos de romaria em prece - Lina Boff


“Em Aparecida, Deus ofereceu ao Brasil  a sua própria Mãe. Mas, em Aparecida, Deus deu também uma lição sobre Si mesmo, sobre seu modo de ser e agir. Uma lição sobre a humildade que pertence a Deus como traço essencial e que está no DNA de Deus. Há algo de perene para aprender sobre Deus e sobre a Igreja, em Aparecida; um ensinamento, que nem a Igreja no Brasil nem o próprio Brasil devem esquecer.”

Não só os pescadores, mas a própria imagem é um sinal para a missão da Igreja: cabeça e corpo, “aquilo que estava quebrado retoma a unidade”, interpreta o Santo Padre.

“Nossa Senhora Aparecida se apresenta com a face negra, primeiro dividida, mas depois unida, nas mãos dos pescadores”.

A beleza de Deus “refletida na Mãe, concebida sem pecado original, emerge da obscuridade do rio”, continua Francisco.

Em Aparecida, “Deus dá uma mensagem de recomposição do que está fraturado, de compactação do que está dividido”.

Por isso, insiste o Papa, “...a Igreja não pode descurar esta lição: ser instrumento de reconciliação”. [...]

“Que a Virgem Imaculada Aparecida seja a estrela que ilumina o compromisso e o caminho de vocês levarem Cristo, como Ela o fez, a cada homem e cada mulher de seu imenso país”.  (Papa Francisco)
                                                              “Ela é minha Mãe!”  -  Pe. Alexandre Awi Mello


PROPÓSITO DO MÊS

Meditar: “Deus dá uma mensagem de recomposição do que está fraturado, de compactação do que está dividido. [...] A Igreja não pode descurar esta lição: ser instrumento de reconciliação”. (Papa Francisco)

INTENÇÃO MENSAL

Oferecimento da oração do Santo Terço à Nossa Senhora Aparecida, pelo Brasil e seu povo.

Para aprofundar:

Maria - Toda de Deus e tão humana - Compêndio de Mariologia - Afonso Murad
Maria - Na liturgia e na piedade popular - Pe. Valdivino Guimarães, C.Ss.R.
Compêndio do Vaticano II - Editora Vozes
Aparecida  300 anos de romaria em prece - Lina Boff
“Ela é minha Mãe!” Encontros do Papa Francisco com Maria - Pe. Alexandre Awi Mello

*A obra que ilustra o Tema Mensal – Outubro 2017, “Selo Comemorativo - 300 anos de Bênçãos”                   
                                                                                                                                                (M.C.V.F.)

Baixe este e Temas de meses anteriores - Arquivos em Word 
                                                                                                                                                                                                                                                                   
www.virgemperegrina.org.br